. . .

Um novo documentário sobre o impacto do coronavírus na música eletrônica foi lançado recentemente pela Pioneer DJ. Intitulado Distant Dancefloors, a produção apresenta uma visão completa das consequências econômicas, psicológicas e sociais causadas pela COVID-19 na cultura de música eletrônica em todo o mundo.

Estão presentes no filme pensamentos e experiências de várias personalidades dos últimos seis meses, a partir de nomes como Blond:ish, Eats Everything, Honey Dijon, Luciano e Rebuke, bem como especialistas da própria indústria, incluindo Kevin Watson, criador do ‘International Music Summit Business Report’ e Paul Reed com a ‘Association of Festivals’.

“Durante a noite, a música parou; os locais foram forçados a fechar, festivais e eventos ao vivo acabaram sendo cancelados e milhares foram os meios de subsistência colocados em risco”, compartilhou a Pioneer em um comunicado junto ao trailer. “Distant Dancefloors revisita o início de tudo, lá quando o vírus se instalou de vez; os primeiros avisos, a conscientização global e um inevitável lockdown resultante.”

A Pioneer ainda promove o documentário dizendo que investiga diversas questões interessantes em meio à essa pandemia global: O streaming de vídeo se tornará um “novo normal”? O streaming continuará popular quando voltarmos aos clubes? De alguma forma, esta seria uma chance de melhorar nossa indústria? Qual tem sido o tamanho do impacto sentido por centenas de milhares de pessoas, cujo sustento depende da indústria de eventos? A pista de dança pode existir em uma época de distanciamento social?

A produção conta com cerca de meia hora e apresenta legendas em Inglês, Espanhol, Alemão, Francês e Italiano. Assista:

Fonte